Segunda-feira, 29 de Setembro de 2014
Reações Instintivas

 

Hoje vou falar sobre a influência das vidas passadas nas nossas reações.

 

Nunca lhe aconteceu de reagir de uma forma impulsiva, ou violenta... sem pensar? E quando se apercebeu... já tinha explodido?

 

Nunca lhe aconteceu de a sua reação ser desproporcional ao evento que a provocou?

 

Pois bem, eu sei que vai se surpreender, mas isso pode ser chamado se incorporação. E o que é que isso significa? Todos nós ouvimos histórias sobre incorporações de espíritos. Daquelas pessoas que incorporam, e às vezes até mudam a voz e aquelas coisas todas. Mas não é disso que eu quero falar.

 

A incorporação que eu estou a falar não é de espíritos. É de vidas passadas. Desde o início do meu trabalho que cheguei à conclusão - depois de muita investigação e de muita meditação, em que Jesus me explicava tudo - cheguei à conclusão de que muitas pessoas incorporam vidas passadas, incorporam personagens que foram noutra vida. E porquê? Porque noutra vida a atraíram situações desagradáveis e reagiram a elas de uma maneira não muito evolutiva.

 

Por exemplo, vamos imaginar que noutra vida uma criança é sujeita a imensa violência. E o que é que ela faz? Ela escolhe tornar-se uma pessoa extremamente revoltada. Porquê? Basicamente a sua ideia é, “se eu causar medo às pessoas elas vão ter medo de mim, vão-me respeitar e não me vão fazer mal”. Esta é a motivação inconsciente dessa decisão. Na vida passada ela morre revoltada, com imensa violência interior, com imensa raiva. Morre, vai para entre vidas.

 

Parêntesis: quanto mais baixa for a energia na hora da morte, mais baixa é a energia do nascimento seguinte. O céu, o “entre vidas”, tem uma energia muito alta. Ora, é como se as emoções baixas, as emoções pesadas, como não são chegam lá em cima, têm que ser regeneradas cá em baixo na matéria outra vez.

 

Então a criança que foi aquele personagem revoltado, violento, vai ser - desta vez – uma criança difícil, vai nascer já com muita violência, vai chorar muito e vai ser muito resmungona. O que é que vai acontecer? Essa criança vai começar a atrair situações violentas, porque nós atraímos sempre situações similares à nossa energia, a vida é um eco. Ela devolve o que emanamos. Espiritualmente, essa criança vai ter oportunidade nesta vida, novamente, de escolher ser revoltada ou de escolher aceitar o que lhe está a acontecer, aceitar a dor da impotência e fazer os lutos respetivos.

 

Porque a única coisa que faz limpar karma é pôr consciência e fazer luto. Não é suposto aceitar as situações negativas que lhe acontecem, mas aceitar a dor do que lhe acontece.

 

Ora, como essa criança, esse ser, essa pessoa não sabe toda esta teoria espiritual o que é que ela vai fazer? Vai escolher o que já conhece, vai escolher o que o seu personagem de outras vidas escolheu. Revoltar-se. E ao escolher o que ele escolheu, chama a energia dele... e ele vem. Simples, não é?

 

E quanto mais reage violentamente, mais se sente protegida, poderosa, e mais pede para esse personagem ficar. Ele protege-a, no fundo ele diz-lhe, “se tu escolheres o que eu já escolhi, revoltares-te, ninguém te vai fazer mal. Nunca mais.” É um padrão repetitivo de comportamento, é a mesma forma mental da vida passada, é o mesmo padrão mental, é uma escolha repetitiva. Se eu escolher revoltar-me, vou assustar tanto as pessoas que elas não vão poder fazer-me mal. E como a pessoa acha que resultou noutra vida - é tudo inconsciente - ela acha que resultou, não é? Nem percebe o quão infeliz foi, faz a mesma coisa noutra vida. E é infeliz nesta também.

 

Nesta vida nós vemos pessoas que querem o poder, que são ambiciosas, que são revoltadas, que são manipuladoras, que são vítimas, e tudo isso são padrões repetitivos de comportamento. Porque é que elas escolheram ser assim, se a alma só quer amor? Porque a alma só quer amor. Porque é que o ego escolhe a violência? Porque ele já conhece, porque ele acha que resultou noutra vida, porque ele traz essa memória.

 

Não é o personagem de vidas passadas que vive dentro de nós que é o karma. O karma é a pessoa não se relacionar com a dor que sentiu quando noutra vida aconteceram as perdas e as dores, e então escolhe ser violenta, ser poderosa, ser manipuladora. Escolhe chamar esses personagens que foi lá atrás. Tudo para fugir da dor.

 

Por isso, existe a dor, que é o karma, o luto que não foi feito, e depois existe o que nós escolhemos vibrar para não ir à dor. E esses personagens que escolheram vibrar isso, nesta vida estão mais vivos do que nunca. A pedir para que nós voltemos a escolher a mesma coisa.

 

Como é que isto se resolve? Uma regressão a vidas passadas. Ir lá atrás, ir à vida passada perceber o que é que eu fui, qual é “o” ou “os” personagens que moram aqui.  Eu costumo chamá-los de “monstrinhos” -  todos temos o nosso lado negro, os nossos “monstrinhos”. Por isso, ir lá atrás, ver que tipo de “monstrinho” é que eu me tornei e rejeitá-lo nesta vida, não o alimentar. Porque, como dizia um mestre índio dos EUA, nós temos dois lobos dentro de nós, um muito bonzinho e muito querido que só quer amor, e um mau, que assusta toda a gente, que é terrível. Qual é que vai vencer? O que nós alimentarmos.

 

Por isso, ir à vida passada, fazer a regressão vai elucidar quem eu fui, como é que eu me defendi da vida, para saber se estou a reproduzir isso nesta vida. Porque enquanto eu estiver a reproduzir as mesmas coisas que eu fiz na vida passada, eu não estou a evoluir, de todo. É só mais do mesmo. E quanto mais eu for lá atrás a uma vida passada perceber o que aconteceu, por consciência, para escolher diferente, aí sim, eu estou na via da evolução. Finalmente na via da evolução.

 

Hoje falei sobre influência das vidas passadas nas nossas escolhas, e nos próximos vídeos, vou falar sobre mais sintomas.

 

Até já.

 

Alexandra Solnado

 

Para saber mais clique aqui



publicado por Projecto Alexandra Solnado às 16:30
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Saiba como resolver a sua vida através da memória das suas Vidas Passadas
Alexandra Solnado
Alexandra Solnado tem-se dedicado, através dos cursos e terapias que desenvolveu no seu projecto espiritual, ao estudo e investigação do fenómeno da Reencarnação. Nomeadamente, de que forma é que poderemos melhorar, resolver e desbloquear os problemas da nossa vida actual, acedendo às memórias das nossas vidas passadas.

Uma abordagem terapêutica que, através da Regressão, tem permitido a milhares de pessoas descobrir quais as questões/emoções que trazem por resolver das suas vidas passadas, e como fazer para as ultrapassar no presente. É o desmontar dos segredos milenares de traumas e bloqueios que fomos acumulando ao longo das nossas vidas, para que possamos finalmente nos libertar e assim evoluir na nossa jornada espiritual.

Alexandra Solnado é autora de:
LUZ - Pergunte. O Céu Responde
A Alma Iluminada
Este Jesus Cristo Que Vos Fala, Livro 3 / A Era da Liberdade
Este Jesus Cristo Que Vos Fala, Livro 2 / A Lógica do Céu e a Lógica da Terra
Este Jesus Cristo Que Vos Fala, Livro 1/ A Entrega
A Minha Limpeza Espiritual (com CD de Exercícios)
O Eu Superior e Outras Lições de Vida (com CD de Exercícios)

Projecto Espiritual Alexandra Solnado – Terapia da Alma Site
Envie a sua questão
As respostas às suas dúvidas atendem a diversos critérios. Neste serviço, não serão consideradas válidas questões com falta de enquadramento ou situações que só possam ter encaminhamento imediato. E-mail: vidas_passadas@sapo.pt
Pesquisar neste blog
 
Posts recentes

Lançamento do Livro CONEX...

Presente de Natal do Céu

Série Doenças e Sintomas ...

Grande Novidade!!!

Karma – Como resolver TUD...

Karma – Padrões de Compo...

Karma

Doenças

Ataques de Pânico

Reações Instintivas

Arquivo

Março 2016

Dezembro 2015

Outubro 2015

Julho 2015

Janeiro 2015

Outubro 2014

Setembro 2014

Junho 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Novembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Tags

todas as tags

blogs SAPO
Subscrever feeds