Quarta-feira, 10 de Março de 2010
Tempo Emocional

 

O que é o tempo emocional? Tempo emocional é o tempo que nós utilizamos diariamente para demonstrar as nossas emoções às pessoas de quem gostamos, seja família, amigos, namorados, etc. Ou seja, tempo emocional é o tempo em que nós estamos com essas pessoas, as ouvimos, e partilhamos ou fazemos as coisas de que elas gostam de fazer.

 

No fundo, tempo emocional é apenas saber estar, é saber que há um momento em que nós precisamos de entrar no universo dessas pessoas, e ficar lá, simplesmente, para nada de especial, só mesmo para estar.

 

A maior parte das pessoas, quando quer estar com os outros, quer levar o seu universo. Quer que os outros recebam o seu universo. Ora isto não é um tempo emocional. Sempre que nós queremos que alguém receba o nosso universo é um tempo mental, estamos a dar algo de natureza mental para a pessoa receber.

 

Quando paramos tudo na nossa vida para estar ali exclusivamente para a pessoa, para conversar, para ouvir, seja o que for, estamos ali para ela, a dar-lhe um tempo emocional. E a pessoa depois partilha coisas do universo dela em função do que lhe estamos a dar, ou seja, atenção.

 

A partir do momento em que nós damos este tempo emocional que a pessoa precisa, essa pessoa depois já não precisa de tanta atenção, pois a sua carência foi de alguma maneira preenchida. Quando nós não damos este tempo, a pessoa ficará continuamente a precisar. E você, tem dado algum tempo emocional às pessoas de quem gosta?

 

É tão simples, é como Ele diz: Amar é simples. Nada de códigos, nada de extremos. Amar é existir inteira ao lado do outro.

 

 

Encomende aqui livros autografados

 

 

Saiba mais sobre o Curso “Como se conectar com o Céu sem deixar de andar por aqui”, com Alexandra Solnado

 

 



publicado por Projecto Alexandra Solnado às 12:30
link do post | comentar | ver comentários (1) | adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 11 de Fevereiro de 2010
A Essência

 

A essência é uma energia que existe bem no centro do nosso peito. E que precisa de ser alimentada. Porque se não a alimentarmos, essa energia vai enfraquecendo, vai definhando, e nós acabamos por ficar completamente desenergizados.

 

E como fazer para alimentar a nossa essência? Exercendo o Ser que somos. Fazendo as nossas escolhas de acordo com quem somos na realidade, e não segundo o que os outros julgam que nós somos. Se seguirmos o que sentimos e não deixarmos que os outros nos influenciem nas nossas opções, estaremos a Ser, estaremos a exercer o nosso Ser. E ao seguir o caminho da nossa energia, estaremos a alimentar a nossa essência, que assim poderá crescer e expandir-se energeticamente.

 

Porque a essência é a única parte do nosso ser que, se alimentada, tem a capacidade de começar a emanar luz. Se a pessoa não tem a essência fortalecida, ela não emana luz. É a nossa essência que emana luz por nós.

 

Por isso o que é que eu vos quero propor é que deixem de viver o vosso dia a dia com o foco nos outros e vivam com o foco em vocês próprios. Cuidem da vossa essência. Interroguem-se… O que é que vocês gostam? Onde é que se sentem bem? O que é vos reenergiza? O que é que vocês sentem que vos dá energia? Quais as pessoas com quem gostam de estar? Quais as conversas que gostam de ter? Gostam de dançar?...

 

Façam qualquer coisa para alimentar a vossa essência, para que ela consiga começar a brilhar, pois como Ele nos revela: Todo o ser humano tem uma estrela dentro de si. E, quando a encontra, todo ele brilha.

 

 

Saiba mais sobre o Curso “Como se conectar com o Céu sem deixar de andar por aqui”, com Alexandra Solnado

 

 

Encomende aqui livros autografados

 

 

 

 



publicado por Projecto Alexandra Solnado às 14:09
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 5 de Fevereiro de 2010
O Filtro

 

A primeira frase que Sua Santidade o Dalai Lama disse, na primeira conferência que ele deu quando veio a Portugal, foi “A realidade é só uma, o que muda são as várias maneiras dos homens olharem para essa mesma realidade”. Então qual é o filtro que cada pessoa tem para olhar para a realidade? Se a realidade é só uma e se todos conseguimos olhar para ela de forma diferente... o que é um filtro?

 

Um filtro é uma memória kármica, é uma memória de outra vida. Duas pessoas diferentes podem encarar uma mesma situação de maneira diferente, interpretarem-se uma à outra de maneiras completamente diferentes, mediante os filtros que elas têm.

 

Um filtro é um desvio da percepção. Uma pessoa com filtro de violência, isto é, com memórias de violência, vai sempre desconfiar das pessoas e situações, por mais inocentes que sejam. Uma pessoa com filtro de rejeição, vai sempre se sentir rejeitada, por mais que seja acarinhada.

 

Há pessoas que, depois de adultas, continuam a olhar para os pais com o mesmo filtro que olhavam quando eram crianças, quando tinham problemas de carência afectiva, rejeição, etc. E há pais que continuam a olhar os seus filhos (entretanto já crescidos) como se fossem crianças. Quando somos crianças, o filtro é inconsciente, mas hoje podemos desmontar o filtro. O mesmo se aplica às vossas crianças. Quando vocês olham para o vosso filho e querem que ele seja advogado, por exemplo, estão presas no vosso filtro que só vê um advogado à vossa frente, mas a criança pode ser um óptimo ginasta.

 

Há pessoas que mudam completamente, mas continuam a ser vistas pelos outros como eram antes. Porquê? Porque o filtro delas não mudou. Olham para o mundo sempre da mesma maneira, independentemente do mundo estar igual ou diferente.

 

Como é que podemos fazer para olhar para a pessoa e ver a pessoa como ela é. É um grande desafio, e é válido para pais, filhos, mães, irmãos, colegas de trabalho. Será que a vossa mãe é quem vocês pensam? E o vosso pai? E os vossos filhos? Ou esses filtros ainda estão todos ligados?

 

 

Saiba mais sobre a Terapia de Regressão a Vidas Passadas

 

Encomende aqui livros autografados

 

 



publicado por Projecto Alexandra Solnado às 13:18
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Terça-feira, 26 de Janeiro de 2010
Tens o que amas ou amas o que tens?

 

Nós trabalhamos para ter o que amamos ou trabalhamos para amar o que temos? Como vão  ver a diferença é brutal.

 

Quando trabalhamos para ter o que amamos, trabalhamos na dimensão mental, isto é,  traçamos os nossos objectivos, objectivos de vida ou de pessoas - queremos ter aquela pessoa ou queremos ter aquele emprego ou aquela circunstância ou aquela casa, o que for - e então a pessoa trabalha a vida inteira para ter o que ama, o que é egóico – eu QUERO ter.

 

O que é amar o que se tem? Amar o que se tem é ir lá acima ver o que é para nós e, mesmo sem perceber, aceitar. Depois, e aqui está a parte mais bonita da questão, decifrar. Eu vou decifrar o que vi lá em cima e aceitar que é mesmo para mim. Acreditar que é mesmo para mim.

 

Ao decifrar, mesmo que seja aos poucos, e precisamente por ser no reino do improvável, no reino do que não se estava à espera, o ego fica completamente balançado. Não era nada daquilo que estava à espera.

 

O ego queria outra coisa. Um grande emprego, muito bem pago, por exemplo, e de repente lá em cima vimo-nos a trabalhar com crianças ou a ensinar música. Ou gostaríamos de estar com uma pessoa e lá em cima aparece-nos outra, completamente inesperada. E ficamos completamente baralhados porque não era nada disso que estávamos à espera. Não era nada disso que o ego estava à espera. Agora a alma…

 

A nossa alma começa a trabalhar partir do momento em que aceitamos … “está bem, então se aquilo é para mim, eu quero, vamos lá”, e começamos a decifrar. E ao decifrar, como o nosso ego não está activo, porque não foi ele que escolheu, a nossa alma começa a manifestar-se.

 

E não só vamos decifrando como a nossa alma começa a subir e começamos a perceber que as energias são mesmo compatíveis. Começamos a perceber que aquilo é mesmo para nós e é uma surpresa. É um grande presente e, por isso, também a tremenda gratidão que sentimos depois…nunca esquecendo, como Ele diz, que “A gratidão é a forma mais completa de se chegar a mim”.

 

 

Saiba mais sobre o Curso “Como se conectar com o Céu sem deixar de andar por aqui”, com Alexandra Solnado

 

 

Encomende aqui livros autografados


 

 



publicado por Projecto Alexandra Solnado às 12:48
link do post | comentar | ver comentários (1) | adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 15 de Janeiro de 2010
O que Jesus diz sobre…Abrir-se ao Novo

 

 

Todas as coisas têm o seu fim. Todas as coisas têm um tempo de existir, e depois tudo acaba. Há poucas hipóteses no mundo de uma coisa durar para sempre. Correr atrás de algo que já passou é morrer um pouco todos os dias. A natureza é feita de mutação.

 

Enquanto estás viva ou tens um corpo, as tuas células estão em constante mudança. As marés não param de mudar, a gravidade também muda. Porque é que os homens se agarram tanto ao passado? Por terem medo de pensar por si próprios. Têm medo de pensar, porque têm medo de ser rejeitados. Medo de sofrer. E assim aceitam sempre a versão dos outros como se fosse a sua. Aceitam o alheio. Não escolhem por si próprios. Quem alimenta o que já passou, não escolhe por si próprio.

 

Quem escolhe por si próprio sabe que hoje escolhe este, mas amanhã poderá escolher outro ou ainda outro. Não se prende a uma só ideia. Quem escolhe por si próprio, independentemente do que escolhe, está sempre aberto a novas versões, a novas visões.

 

Abram-se ao novo. Abram a vossa cabeça para o inusitado, para o insólito. É nesta diferenciação atípica que reside a chave do grande segredo. Quando os homens aceitarem todas as diferenças quer dizer que já vibram pelos opostos, o que significa que entraram em harmonia e consequente evolução.

 

Jesus

 

excerto de A Alma Iluminada, de Alexandra Solnado

 

 

Leia aqui excertos de TODOS os livros de Alexandra Solnado e encomende aqui o seu exemplar autografado

 

 

Saiba mais sobre o Curso “Como se conectar com o Céu sem deixar de andar por aqui”, com Alexandra Solnado

 

 

 



publicado por Projecto Alexandra Solnado às 12:42
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 8 de Janeiro de 2010
Tudo tem um Tempo

 

Tudo tem um tempo na nossa vida. Cada evento, situação, expectativa, esperança, até relações pessoais, tudo, tudo, tem um tempo na nossa vida e há alturas em que por mais que nós queiramos que as coisas aconteçam, já não é o tempo delas. E ficamos a insistir numa coisa que já não está no tempo de estar na nossa vida, mas ficamos ali.

 

O mais curioso é que no tempo em que ficamos ali, não estamos a abrirmo-nos para o que estaria no tempo de acontecer. Isto é, nem deixamos que aconteça, porque estamos fechados a olhar para uma coisa que já não está no tempo de acontecer.

 

Quando alguém QUER algo, e QUER que o céu lhe dê o dia e a hora em que vai alcançá-lo, o que é que essa pessoa está a negar? Está a negar o processo que tem de fazer até lá chegar. Por isso é que o céu não lhe dá nem data, nem hora…só quando o tempo for certo. O tempo certo dessa coisa acontecer a essa pessoa.

 

É como ir atrás de um sonho de há 5, 10, 15, 20 anos. Se não aconteceu naquela altura, se calhar não era mesmo para acontecer, se calhar não estavam preparados, não era para vocês. E o tempo entretanto passou, vocês mudaram, e em vez de aceitar as novas propostas da vida, ficaram todo esse tempo atrás do mesmo sonho.

 

É claro que há sonhos que se forem mesmo para vocês, se tiverem a vossa energia, a energia da vossa alma, até poderão ser concretizados. Mas isso depende do vosso processo… e do tempo certo.

 

Não acham que vale a pena ver o que vocês tanto queriam nessa altura, ver se já não passou o tempo, se vale a pena continuar a querer tanto… ou se não é melhor aceitar o que o céu vos está a oferecer AGORA, neste momento da vossa vida, com a vossa energia de agora? Pensem nisso…

 

 

 

Saiba mais sobre o Curso “Como se conectar com o Céu sem deixar de andar por aqui”, com Alexandra Solnado

 

Encomende aqui livros autografados

 

 



publicado por Projecto Alexandra Solnado às 14:49
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 17 de Dezembro de 2009
Trazer Amor ao Mundo

 

Jesus diz que “O grande problema do ser humano é só um. O ser humano deveria levar amor à terra, e o que ele faz é ir buscar amor à terra.” Só, tão simples quanto isso.

 

O ser humano vai buscar amor à terra, vai buscar amor aos outros…O que é que acontece quando ele vem à terra buscar amor aos outros? Naturalmente, ele traz um nível de carência que é muito difícil que outra pessoa consiga suprir. É a tal história da chave - uma pessoa que tem as suas carências, os seus problemas, muito dificilmente vai ter a chave, a solução dos problemas de outra pessoa, e vice-versa.

 

Por isso, o que é que acontece a esta parte do amor que a pessoa precisa… porque todo o ser humano precisa de amor. Onde é que ele vai buscar? O problema quando se vai buscar amor aos outros é que começam as cobranças -  “Ah,  mas tu fizeste e eu não fiz, mas eu devia ter feito e tu não fizeste…” . E isto acontece entre casais, na família, entre amigos, temos a mania de que eles têm que nos suprir algumas coisas. Na realidade o ser humano resolveu que os outros é que vão suprir as suas faltas.

 

O que Jesus diz é que o ser humano devia ser um ser que traz amor ao mundo, e como é que ele traz amor ao mundo? Indo buscar lá acima, até porque indo buscar lá acima, como é um amor incondicional -  isto é, Ele não põe condições -  Ele ama-nos pelo que nós somos, Ele ama-nos com os nossos erros, com os nossos desacertos, com as nossas limitações, com as nossas fragilidades, Ele ama-nos de qualquer maneira.

 

Agora imaginem que vocês conseguiam 24 horas por dia, na vossa vida, espalhar esse amor que vão buscar lá acima, que é incondicional, essa sensação de protecção de que alguém gosta de vocês como vocês são, com os vossos erros, com os vossos desacertos, com tudo. Imaginem espalhar essa sensação 24 horas por dia, todos os dias da vossa vida. Se todos fizessem isto, o mundo seria realmente outro sítio para se viver…

 

 

 

Saiba mais sobre o Curso “Como se conectar com o Céu sem deixar de andar por aqui”, com Alexandra Solnado

 

Encomende aqui livros autografados

 

 



publicado por Projecto Alexandra Solnado às 11:22
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 10 de Dezembro de 2009
Perguntas e Respostas

 

 

No fundo, quando pedimos ajuda lá de cima é para saber o que é melhor para nós, qual a escolha que nos vai servir melhor ao longo do nosso percurso. E aí surge a tal crise entre o que o ego quer e o que é melhor para nós. Porque o que o ego quer, normalmente, é uma satisfação imediata, não dá atenção ao que vem a seguir. O que a alma quer, por outro lado, é viver no caminho do que é para nós, porque sabe que, ao viver nesse caminho, mais tarde ou mais cedo, vai encontrar a abundância.

 

O que é se faz então quando uma pessoa está numa bifurcação, quando há decisões difíceis a tomar? Como é que se age, sem ser hipócrita para com os outros ou consigo próprio, sem nos ofendermos a nós próprios ou aos outros? Porque o ideal é sermos quem nós somos, em harmonia, sem agredir ninguém, sem prejudicar o outro.

 

O que há a fazer é ir ao Eu Superior, a nossa Alma, ficar completamente a zeros, e colocar o foco apenas na pergunta. Esqueçam as ponderações. Alcancem um zero em que o ego não dê resposta e foquem só mesmo na decisão difícil que têm de tomar. Retirem as possibilidades que o ego vos dá, ponham-nas completamente de parte, e continuem no zero a fazer a pergunta.

 

Inesperadamente a resposta vai aparecer, seja em que circunstância for, mesmo que seja depois de já terem terminado a meditação, mas a resposta vai aparecer, vinda do céu. Porque o nosso ego não tem acesso ao céu. No fundo o que eu vos estou a ensinar é canalizar uma resposta. E para isso, basta seguir o que Ele diz: “Não queiram as respostas, façam só as perguntas”.

 

 

Aprenda a conectar-se com a sua Alma…através da Terapia de Contacto com o Eu Superior

 

 

Encomende aqui livros autografados

 

 

 

 



publicado por Projecto Alexandra Solnado às 11:32
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 3 de Dezembro de 2009
O Ciclo das Fragilidades

 

O ser humano precisa energeticamente de, de tempos a tempos, se fragilizar. Nós que gostamos muito de estar contentes, não gostamos nada de estar tristes, aliás quando estamos tristes fazemos tudo para aquela sensação se ir embora. E, na realidade, se olharmos para trás na nossa vida, vamos reparar que há coisas que de vez em quando acontecem.

 

Todos temos estes ciclos de fragilidade, estes ciclos em que o Universo nos pede para nos fragilizarmos. Se nós conseguirmos fragilizar-nos, se conseguirmos hibernar e ficar connosco, fazemos uma reciclagem e depois podemos voltar ao activo. Se não fazemos, então alguma coisa acontece. Cada pessoa é diferente, por isso cada um vai ter a perda relativa à sua não fragilização. Mas quando o ciclo da fragilidade chegar, é altura de parar tudo, repensar a vida e mudar o que for preciso.

 

Por isso a questão, como é que vocês reagem ou o que é vos acontece quando vêm estes ciclos? Há quem gaste grandes somas de dinheiro, quem sinta necessidade de comprar isto e aquilo, quem atravesse crises familiares, quem fique doente ou sofra perdas. Cada um vai ter o que for, mas é sempre a mesma coisa para a mesma pessoa, o padrão é sempre o mesmo. E se nós conseguirmos descobrir o padrão, talvez seja mais fácil reconhecê-lo, e então parar.

 

Se estiverem frágeis, não se recriminem, porque assim estão a julgar-se e a criticar-se. Se aceitarem esse estado, ele passa depressa, se ficarem a lutar contra ele, então é que ele não passa. Daí ser tão importante perceber. Porque quando começar a crise vocês já vão saber que é altura de parar, é o momento de fragilizar, de interiorizar, de esperar e desacelerar um bocadinho. E perceber que se é frágil, e não forte.

 

Jesus disse uma frase muito interessante, “Descobre o que é o Universo quer de ti e quando descobrires faz disso a tua maior prioridade.” Assim irão descobrir o vosso verdadeiro caminho.

 

 

Saiba mais sobre o Curso “Como se conectar com o Céu sem deixar de andar por aqui”, com Alexandra Solnado

 

 

Encomende aqui livros autografados

 

 

 

 



publicado por Projecto Alexandra Solnado às 16:23
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 27 de Novembro de 2009
O que Jesus diz sobre … A Perda

 

As perdas são o aviso do céu. As escolhas que estão a ser feitas não conferem com a vossa energia original. Aceitar a perda serve para questionar o caminho e, posteriormente, corrigi-lo. Se a pessoa não se fragiliza, se não se conecta com a sua emoção, as perdas vão sendo cada vez maiores, para que se dê o ponto de contacto.

 

Quando o ser se conecta com ele próprio, com o que sente, é iniciado o processo de aceitação, é quando a pessoa interioriza que não é nada perante o Universo na sua totalidade. Quando percebe que se as perdas lhe aconteceram foi porque as atraiu, nesta ou noutra encarnação.

 

Ao aceitar, o ser começa a abrir-se para o infinito, para as novas dimensões. E é lá que vai buscar inspiração e luz para iniciar o próximo processo pós-perda. O processo de ascensão.

 

A Alma Iluminada, de Alexandra Solnado

 

 

 

Vocês têm de enfrentar o vosso eterno medo da perda. Se considerarem que nada daí é vosso, que tudo é emprestado pela vida, nunca perderão nada e, assim, não irão necessitar de se defender tanto, de controlar tanto.

 

O medo de perder gera controle e o controle gera frustração porque a vida bloqueia. Para parar de controlar há que aprender a perder. A perda está directamente ligada à fluidez da vida, à felicidade.

 

A Lógica do Céu e a Lógica da Terra, de Alexandra Solnado

 

 

 

É na perda absoluta que se dá a transformação É nesta altura que acontecem as grandes catarses. No meio do zero absoluto, no fundo do caos, no não-medo. E depois disto passado, começa o processo de paz.

 

Sempre que fores por ti própria, pelo que sentes, pelo que intuis, por quem és e anseias, nunca irás atrair a perda. A perda só acontece quando queres ser algo a partir de coisas fora de ti.

 

Quem aceita a Nova Era evolui com consciência e sabedoria. Quem se fica, evolui com as perdas, o medo e o sofrimento. Estou à vossa espera cá em cima.

 

 A Era da Liberdade, de Alexandra Solnado

 

 

 

Aprenda a lidar com a perda e como evitá-la… Curso “Como se conectar com o Céu sem deixar de andar por aqui”, com Alexandra Solnado

 

 

Encomende aqui livros autografados

 

 

 



publicado por Projecto Alexandra Solnado às 12:48
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Saiba como resolver a sua vida através da memória das suas Vidas Passadas
Alexandra Solnado
Alexandra Solnado tem-se dedicado, através dos cursos e terapias que desenvolveu no seu projecto espiritual, ao estudo e investigação do fenómeno da Reencarnação. Nomeadamente, de que forma é que poderemos melhorar, resolver e desbloquear os problemas da nossa vida actual, acedendo às memórias das nossas vidas passadas.

Uma abordagem terapêutica que, através da Regressão, tem permitido a milhares de pessoas descobrir quais as questões/emoções que trazem por resolver das suas vidas passadas, e como fazer para as ultrapassar no presente. É o desmontar dos segredos milenares de traumas e bloqueios que fomos acumulando ao longo das nossas vidas, para que possamos finalmente nos libertar e assim evoluir na nossa jornada espiritual.

Alexandra Solnado é autora de:
LUZ - Pergunte. O Céu Responde
A Alma Iluminada
Este Jesus Cristo Que Vos Fala, Livro 3 / A Era da Liberdade
Este Jesus Cristo Que Vos Fala, Livro 2 / A Lógica do Céu e a Lógica da Terra
Este Jesus Cristo Que Vos Fala, Livro 1/ A Entrega
A Minha Limpeza Espiritual (com CD de Exercícios)
O Eu Superior e Outras Lições de Vida (com CD de Exercícios)

Projecto Espiritual Alexandra Solnado – Terapia da Alma Site
Envie a sua questão
As respostas às suas dúvidas atendem a diversos critérios. Neste serviço, não serão consideradas válidas questões com falta de enquadramento ou situações que só possam ter encaminhamento imediato. E-mail: vidas_passadas@sapo.pt
Pesquisar neste blog
 
Posts recentes

Tempo Emocional

A Essência

O Filtro

Tens o que amas ou amas o...

O que Jesus diz sobre…Abr...

Tudo tem um Tempo

Trazer Amor ao Mundo

Perguntas e Respostas

O Ciclo das Fragilidades

O que Jesus diz sobre … A...

Arquivo

Março 2016

Dezembro 2015

Outubro 2015

Julho 2015

Janeiro 2015

Outubro 2014

Setembro 2014

Junho 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Novembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Tags

todas as tags

blogs SAPO
Subscrever feeds