Quinta-feira, 22 de Janeiro de 2015
Karma – Como resolver TUDO

Mini-video3.jpg

 

Hoje eu dediquei este vídeo para explicar como resolver tudo.

É óbvio que estes vídeos, estas conversas que eu tenho consigo, são de grande informação e acredito que ajude.

Mas não deixam de ser mentais, não deixa de ser a minha mente a passar para a sua mente a informação.

 

 

Mas falta ir lá acima, ir ao Eu Superior, que é nossa metade sagrada que ficou lá em cima, com quem nós podemos conversar, nós podemos comunicar, eu posso ir lá acima buscar informação. “Isto é evolutivo? Isto não é evolutivo? Eu estou a limpar karma? Não estou a limpar karma? Eu estou a manter um padrão repetitivo de comportamento? Eu estou a limpar um padrão repetitivo de comportamento?”.

 

 

Todas essas coisas o Eu Superior pode ajudar.

Falta também aprender a fazer limpezas espirituais.

Porquê? Porque se eu estiver com muita carga de vidas passadas dentro de mim, eu não consigo quebrar padrão nenhum.

Eu não consigo nem sequer chorar as minhas dores porque eu ainda estou com aquela memória daqueles personagens ativos.

 

 

Por isso o que eu lhe proponho é um curso em que eu dou, no Sábado e no Domingo, das 10h30 às 6h00 da tarde, dois dias.

O curso chama-se “Como se conectar com o Céu…Sem deixar de andar por aqui…” em que eu ensino mais desta informação que lhe tenho passado nestes vídeos, ensino a ir ao Eu Superior, a ganhar intimidade com ele, ensino a fazer limpezas espirituais, a limpar-se a si, a limpar-se a si, a limpar aos outros, a limpar espaços, a encaminhar almas, é um curso incrível aqui, na nossa casa de Oeiras, que é uma casa lindíssima, que tem uma energia brutal.

Desde o momento em que você entra nesta casa até ao momento que você sai está a ser limpa, está a receber luz, o seu canal está a abrir.

 

 

Eu gostava que viesse, que viesse fazer este curso connosco, e que passasse aqui dois dias.

E vai perceber que no final do segundo dia você é outra pessoa, completamente outra pessoa.

Vai estar irreconhecível na sua energia.

Eu espero por si.

 

Até já.

 

Alexandra Solnado

 

 

Clique aqui para saber mais: www.alexandrasolnado.com



publicado por Projecto Alexandra Solnado às 13:13
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2015
Karma – Padrões de Comportamento

Mini-video2.jpg

 

Hoje vamos falar de padrões repetitivos de comportamento, que é uma das informações mais importantes que tem a ver com karma e limpeza de karma.

Vamos imaginar que noutra vida, uma pessoa na infância foi abusada, foi espancada, muita violência.

E desenvolveu poder, isto é, ”se eu tiver poder”, isto é ela a pensar inconscientemente, “se eu tiver poder nunca mais ninguém me maltrata”, isto é o diálogo interior que a pessoa fez, naquela vida.

Ganhou poder, abusou do poder, morreu e na vida seguinte nasceu em perda, porque como abusou do poder, normalmente nós temos que vivenciar na matéria os opostos.

Por isso uma pessoa que abusa do poder vai ter que vivenciar impotência.

Então nessa segunda vida, imaginando, essa pessoa atrai imensa impotência na infância, atrai mais violência, mais poder sobre ela, pessoas a exercerem o poder sobre ela, e o que é que ela faz?

Normalmente o que as pessoas costumam fazer é a mesma coisa que fizeram na vida anterior, isto é, se ela está a vivenciar impotência por ter abusado do poder, o mais normal é que ela queira outra vez o poder, é que ela procure outra vez o poder.

Na terceira vida, naturalmente que se abusou muito do poder vai nascer com ainda maior impotência, já tem um padrão repetitivo de comportamento, isto é, ela, de vida para vida, vai sempre escolhendo reagir da mesma maneira, neste caso ganhando poder.

Por isso uma das coisas que nós nesta vida temos que perceber é qual é o nosso padrão repetitivo de comportamento. Isto é, o que é que nós, como é que nós agimos para tapar a dor do karma.

E é esse padrão que nós temos que diluir, temos que limpar.

Como é que se quebra um padrão repetitivo de comportamento?

Primeiro de tudo, identificar.

Eu abuso do poder, eu sou controladora, ou eu sou uma vítima, vitimizo-me.

Tenho que encontrar uma coisa que eu faça sempre, isto é, a cada vez que dói, eu escolho esse comportamento.

Que normalmente é um comportamento abusivo.

Por isso identificar qual é o comportamento e depois aceder à dor, para chorá-la, para libertá-la, para não necessitar mais desse comportamento. Isso é o que se chama quebrar um padrão repetitivo de comportamento.

Por exemplo se eu abuso do poder, se eu em muitas vidas abusei do poder, nesta vida quando eu sinto impotência, eu vou querer abusar do poder.

O que é que eu tenho que fazer?

Identificar, “espera aí, aqui eu estou a tentar abusar do poder, eu não posso, não é isso”.

E ir buscar o oposto.

Se o oposto do poder é impotência, cada vez que a vida me der situações de impotência, eu aceito-as, eu vivo-as e quando doer, senta e chora, quando doer, senta e chora.

Como diz Jesus, “senta e chora para passar depressa”.

E consoante eu vou chorando a impotência eu vou equilibrando o abuso de poder.

E esse equilíbrio dos dois opostos é o que se chama limpar karma.

E normalmente é feito através do choro.

Porquê? Porque se eu chorar a dor que tive naquela vida, é pouco provável que eu tenha que usar o poder para tapar a dor, se ela já não está lá, já não faz sentido continuar com  este padrão repetitivo de comportamento.

Resumindo, chorar para limpar o karma, identificar o padrão repetitivo de comportamento e começar a aceitar o oposto para equilibrarmos. E estas são duas grandes chaves para limpeza do karma.

Mas amanhã tem mais.

 

Até já

 

Alexandra Solnado

 

 

Saiba mais em www.alexandrasolnado.com



publicado por Projecto Alexandra Solnado às 15:02
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 19 de Janeiro de 2015
Karma

Mini-video1.jpg

 

Hoje vamos falar sobre uma das palavras mais incompreendidas da nossa linguagem – Karma.

Há muitas pessoas que utilizam a palavra karma mas na realidade não sabem o que é que quer dizer.

Karma é uma emoção de uma vida passada que eu não fiz o luto.

Uma dor de uma coisa que aconteceu numa outra vida que eu não chorei, que eu bloqueei.

Numa vida passada eu posso ter tido uma dor, posso ter tido um trauma, posso ter tido alguma coisa que me aconteceu de terrível, e como a pessoa tem medo de chorar, de se relacionar com o que sente porque não sabe o que fazer com isso, bloqueia, trava e cria um bloqueio emocional.

Depois morre, e na vida seguinte, aquela dor parece que está ali, à espera, para se manifestar outra vez, para poder ser chorada.

Então o que acontece?

Nós acabamos por atrair situações que fazem com que essa dor seja ativada.

Uma das formas que eu tenho de explicar às pessoas o que é karma é uma pergunta.

É ou não é verdade que na nossa vida estão sempre a acontecer as mesmas coisas? É.

Para quê? Para podermos chorar a emoção que essas situações provocam.

Ora, uma pessoa, um exemplo, abandono. Uma pessoa que numa outra vida foi abandonada, ou que abandonou alguém, porque normalmente nós nunca atraímos uma perda se não tivermos tido um abuso. Por isso, numa vida abandonámos alguém, ou filhos ou um relacionamento, o que seja, na vida seguinte a pessoa foi abandonada e teve aquela dor de ter sido abandonada.

Que acontece? Ao não chorar essa dor, ao não fazer o luto, essa pessoa acaba por ter no peito um bloqueio emocional e acaba por ir atraindo situações, sempre iguais, de abandono, para poder chorar essa dor.

Qual é a melhor forma de limpar karma? Chorar a dor que está bloqueada, isto é, utilizar as situações que acontecem na nossa vida para fazer o luto. E ao fazer o luto das situações que acontecem na nossa vida estamos a fazer o luto dessas dores de vidas passadas.

Acontece que, quando a pessoa tem uma dor que não se relaciona com ela, essa pessoa pode desenvolver uma coisa que eu chamo “um sintoma para tapar a dor”. E isso também é um karma.

Então vou dar um exemplo, uma pessoa por exemplo numa outra vida foi abandonada, estamos a falar de abandono, e então desenvolveu o controlo. Então ela não se entrega nas relações, porque tem medo de ser abandonada, ela não se entrega, ela controla tudo, ela não se entrega nas amizades, tem medo de ser abandonada, isto é, ela passa a vida toda em controlo, a controlar tudo, para não ser abandonada, mas o “para ser” abandonada é inconsciente, não é uma coisa que ela saiba.

Por isso, qual é a melhor forma de resolver isto? Aceder à dor do abandono, chorar, fazer o luto, essa dor vai embora, e a pessoa aos poucos depois vai notando que não precisa mais de controlar tanto, já se pode entregar.

Porquê? Porque aquela espécie de pedra no sapato fica resolvida.

Por isso, para já, e eu queria que isto hoje fosse muito simples, em www.alexandrasolnado.com  vai encontrar um formulário para colocar o seu nome, o seu email, claro e a data de nascimento para podermos lhe enviar qual é o seu karma.

Para começarmos de uma vez por todas a limpá-lo.

Para que eu possa ensinar como fazer para conseguir limpar.

Para conseguir, de uma vez por todas, parar de atrair situações, sempre as mesmas, que provocam sempre a mesma dor.

E depois eu vou, nos outros dias eu vou lhe enviar mais vídeos para que você compreenda profundamente o que é que significa um karma e como fazer para limpá-lo.

 

Até já.

 

Alexandra Solnado

 

 Saiba mais em: www.alexandrasolnado.com

 

 



publicado por Projecto Alexandra Solnado às 15:00
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Terça-feira, 3 de Maio de 2011
Relações

 

O mais difícil é falar das relações. Relações em que as pessoas não conseguem ser quem são, e avançam para a hipótese aparentemente mais fácil que é serem o que os outros esperam delas.

E nessa tentativa de responder ao que esperam de si, a alma vai minguando, desiludida e triste, pois assim não pode mais se exercer na sua maior maturidade, ânsia de qualquer alma.

Cada encarnação é uma oportunidade da alma se manifestar.

Quando as relações te propõem deixares de ser quem és e tu aceitas, quando as relações, seja com quem for, maridos, esposas, pais e filhos ou mesmo de cariz profissional, quando as relações te propõem empenhares a tua alma, quem vieste à terra ser, em prol de desejos mesquinhos e manipulação psíquica, então esse ser ou esses seres que partilham a vida contigo não te conseguem «ver». Não conseguem ver a tua alma.

Ou porque não sabem, ou porque não querem, ou, pior, porque tu próprio não te vês e aceitas essa situação.

A culpa não é deles, a culpa não é tua, não existe culpa mas existe a responsabilidade, e essa é só tua, de não abandonares a tua alma no meio do caminho.

A tua alma é a tua luz.

A tua alma é a tua vida.

E depende de ti orientares essas relações, colocares limites, aprenderes a dizer não, aprenderes a dizer não sei, não posso, não tenho. Aprenderes a interiorizar, a olhar para dentro de ti próprio e procurar a tua lógica. Procurar as tuas opções, as tuas próprias opiniões e a tua escolha.

Aprenderes a ser e a partilhares o que és com os outros.

E, fundamentalmente, respeitares o que os outros são e escolhem até ao mais ínfimo pormenor.

E só nessa altura estarás em contacto com essa força oculta, imensa que, quando a conheceres bem, vais habituar-te a chamá-la de tua luz.

 

Jesus

 

O Livro da Luz, de Alexandra Solnado

 

 

Encomende aqui o seu exemplar autografado



publicado por Projecto Alexandra Solnado às 13:01
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Saiba como resolver a sua vida através da memória das suas Vidas Passadas
Alexandra Solnado
Alexandra Solnado tem-se dedicado, através dos cursos e terapias que desenvolveu no seu projecto espiritual, ao estudo e investigação do fenómeno da Reencarnação. Nomeadamente, de que forma é que poderemos melhorar, resolver e desbloquear os problemas da nossa vida actual, acedendo às memórias das nossas vidas passadas.

Uma abordagem terapêutica que, através da Regressão, tem permitido a milhares de pessoas descobrir quais as questões/emoções que trazem por resolver das suas vidas passadas, e como fazer para as ultrapassar no presente. É o desmontar dos segredos milenares de traumas e bloqueios que fomos acumulando ao longo das nossas vidas, para que possamos finalmente nos libertar e assim evoluir na nossa jornada espiritual.

Alexandra Solnado é autora de:
LUZ - Pergunte. O Céu Responde
A Alma Iluminada
Este Jesus Cristo Que Vos Fala, Livro 3 / A Era da Liberdade
Este Jesus Cristo Que Vos Fala, Livro 2 / A Lógica do Céu e a Lógica da Terra
Este Jesus Cristo Que Vos Fala, Livro 1/ A Entrega
A Minha Limpeza Espiritual (com CD de Exercícios)
O Eu Superior e Outras Lições de Vida (com CD de Exercícios)

Projecto Espiritual Alexandra Solnado – Terapia da Alma Site
Envie a sua questão
As respostas às suas dúvidas atendem a diversos critérios. Neste serviço, não serão consideradas válidas questões com falta de enquadramento ou situações que só possam ter encaminhamento imediato. E-mail: vidas_passadas@sapo.pt
Pesquisar neste blog
 
Posts recentes

Karma – Como resolver TUD...

Karma – Padrões de Compo...

Karma

Relações

Arquivo

Março 2016

Dezembro 2015

Outubro 2015

Julho 2015

Janeiro 2015

Outubro 2014

Setembro 2014

Junho 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Novembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Tags

todas as tags

blogs SAPO
Subscrever feeds