Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vidas Passadas & Reencarnação

Vidas Passadas & Reencarnação

Doenças

07.10.14, Projecto Alexandra Solnado

Hoje vamos falar sobre a influência das vidas passadas nas doenças.

 

Como você sabe os médicos hoje em dia conseguem diagnosticar uma doença, ou não conseguem diagnosticar, isto é, eles não sabem bem o que é que é, de onde é que aquilo vem.

 

E muitas doenças novas, ou seja, doenças que os médicos acabam por dar um nome mas eles não sabem bem o que acontece ali, apesar disso dão um nome, porquê?Porque na realidade não é muito claro de onde é que essa doença vem, o que é que ela significa, como é que ela funciona. Por isso vamos considerar que nem vamos falar nas doenças que têm um nome, se bem que há bastantes doenças que têm nome que são provocadas por vidas passadas, depressão, bipolaridade,..., são doenças que são provocadas por vidas passadas mas que, como os médicos não se relacionam com isso, não são diagnosticadas como tal.

 

Há muitas doenças diretamente relacionadas com as vidas passadas. Por exemplo tenho uma história muito engraçada - uma vez fui ao Brasil fazer um workshop de limpeza espiritual para pessoas que eram espíritas, eram de um centro espírita. E eles faziam passe, não é? Faziam lá aquelas coisas que eles fazem e estavam a começar a ficar doentes, não se conseguiam proteger. E eu fui lá, precisamente ensiná-los a proteger, a fazer proteção, a fazer limpeza espiritual e tal.

 

E eu estava a falar sobre a incidência das vidas passadas, a influência das vidas passadas e sobre algo que o meu trabalho usa muito, a famosa “sobreposição de encarnações”, isto é, nesta encarnação temos outras encarnações sobrepostas. Curiosamente os espíritas não acreditam muito nisso mas eu não estava ali para ensinar nada de sobreposição de encarnações, eu estava ali para ensinar a limpeza espiritual mas não quis deixar de falar, até porque eles estavam a ter sintomas e podia ser uma vida passada.

 

E dei um exemplo. Contei a história de um homem que noutra vida era um salteador, era de um grupo de salteadores, e que resolveram ir saltear uma aldeia. Só que a aldeia já sabia que eles iam, por algum motivo a aldeia tinha sido avisada e os aldeões esconderam-se todos. E esse homem foi lá e quando chegou, a aldeia estava supostamente vazia, e quando ele chega, os aldeões saem e começam a atacar. Ora os salteadores tiveram que fugir, este homem foge mas recebe uma lança nas costas, por trás, e cai morto. E um dos rapazes que estava a fazer o workshop disse-me assim ”Então mas essa, essa é a dor que eu tenho! Essa é precisamente a dor que eu tenho. Uma dor aqui, e já fui aos médicos todos e ninguém me consegue dizer porque é que eu tenho esta dor.” E eu tenho muito isso de, eu vejo uma história, não é? E depois quando conto a história afinal tem a ver com uma pessoa que esta presente. E eu disse, “então eu vou limpar. O ideal era tu fazeres uma regressão a vidas passadas só que como não temos tempo, eu vou-te limpar e vou-te limpar a vida passada que está aí.” E limpei e vi exatamente a mesma coisa, o salteador a ir para a aldeia e ser atacado e ter uma lança nas costas.

 

Depois no dia seguinte ele ligou-me e disse “o que é que se passa, eu não estou a perceber, a dor passou, já não dói mais”. “Pois, talvez fosse mesmo isso, não é? Essa dor era uma herança de uma vida passada. “Que coisa tão estranha!”, disse ele.

 

Resumindo, voltei para Portugal, e depois de um mês ele mandou-me um email a dizer que nunca mais tinha voltado a dor. Depois de três meses mandou-me um email a dizer que nunca mais tinha voltado a dor.E depois de seis meses mandou-me outro email a dizer que nunca mais tinha voltado a dor. Isto é mesmo impressionante, de como de repente uma ida a uma vida passada ou uma limpeza espiritual de vidas passadas pode resolver uma doença que uma pessoa está há imenso tempo a tentar que os médicos curem.

 

Por isso, se você tem uma doença, se você tem um sintoma que os médicos não conseguem identificar, ou estão a super medicar, não é? Que também é péssimo, faça uma regressão a vidas passadas e vai ver que há uma grande hipótese de ser daí.

 

Hoje falámos da incidência das vidas passadas nas doenças.

 

Até já.

 

Alexandra Solnado

 

Saiba mais em www.alexandrasolnado.com

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.